CASA DE APOIO POCINHO DE JACÓ

02/07/2012 10:07

       

          A casa de apoio Pocinho de Jacó, localizada às margens da Lagoa Azul, na Zona Norte de Natal, é uma entidade filantrópica, de caráter cristão, que apoia dependentes químicos, que a sociedade de forma preconceituosa acha que não tem mais jeito.

          O projeto sobrevive apenas de doações. A iniciativa foi motivada por um amigo dependente químico que já faleceu, do atual diretor da casa, Cláudio Roberto, conhecido como “Dragão”, que vocês já devem ter visto pelas ruas da cidade, ou em algum programa solicitando ajuda para casa, ele traz na testa uma tatuagem estampada que diz: “o pecador”, ele também é motociclista, professor de jiu-jitsu, tem os cabelos compridos, usa em sua grande maioria roupas pretas e uma saia que cobre até os pés. Apesar de a sua aparência exterior ser excêntrica, intrinsicamente encontra-se nele um homem solidário e possuidor de muita vontade de ajudar as pessoas, diante disto, já ajudou a vários moradores de rua e dependentes químicos, colaborando para a recuperação de muitos deles.

          

        Apesar da boa vontade dos voluntários o projeto é humilde e está sempre a precisar de ajuda, pois não tem água encanada (por isso o nome “pocinho”, já que os dependentes químicos bebem a água do poço.  O nome “Jacó” é uma referência ao personagem bíblico que havia comprado um poço de água e depois de sua morte, os Palestinos o denominaram “Poço de Jacó”, pois poços são muito importantes na Palestina, por causa da escassez de água).

          A casa funciona em um terreno cedido, e atualmente hospeda cerca de 40 pessoas. Muitos dos dependentes químicos e moradores de ruas acolhidos, chegam a casa dominados pelas drogas, depressão entre outras patologias, sem forças para se levantar e se alimentar, já bastante debilitados e lá precisam receber tratamento médico, refeições e local para dormir, é como se estivessem numa UTI.

         Na casa eles não aprendem um ofício que lhe dê dinheiro, porque diante do estágio de abstinência, se pegarem em dinheiro o convertem logo em droga.

        Aos dependentes, são impostas algumas condições para que eles permaneçam na casa, como disciplina, leitura da bíblia, participação em cultos, palestras e terapia ocupacionais (trabalhos de limpeza, afazeres domésticos, cultivo de hortas, arte, esporte e lazer).

        Ao todo o “Aluno” como é denominado a pessoa assistida pela casa, permanece por lá por um período, de nove meses até um ano, depois de preparado para resistir as drogas são reintegrados a sociedade, existindo ainda a possibilidade deles tornam-se obreiros (Obreiros são as pessoas que ajudam a coordenar a casa).

         Conheça um pouco da casa assistindo o vídeo no final desta página ou pelo youtube clicando nesse link: www.youtube.com/watch?v=3zBFgEvNUsQ&feature=youtu.be

Ajude a Casa de Apoio Pocinho de Jacó

Entre em contato pelos telefones:

 

 Cláudio Roberto (Dragão)

(84) 8861-0900

 

Adolfo Menezes (Avalcomáticos Libertários M. C.)

(84) 8818-9073

(84) 9418-8400

(84) 9666-0379

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!